quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Participação e Cobertura (Atrasada!) do 11º Mutação- 2ª Tarde (Final)+Fotos Bônus


30/10/16: Chegou antes dos organizadores, novamente. E meu celular foi, de novo, útil na sonorização.
A diferença seria a disposição dos expositores e a presença de clubes que ficariam no lado onde estiveram desenhistas/fanzineiros. Mesmo assim, os autores independentes ainda teriam visibilidade frontal na tenda.


Um detalhe chato que esqueci de falar sobre a tarde anterior: repararam que o telão ficou posicionado pra um canto e prejudicado pela claridade? Com isso, as imagens projetadas ficavam difíceis de se enxergar, como no painel do Warcraft.
Sugeri que alguém da parte técnica cobrisse o canto onde levava luz do sol pra que não se repetisse.
Será que me ouviriam?

 Muitos participantes nem precisaram trocar de lugar.



 Meus fanzines ficaram juntos com os trabalhos do Ceroni, do Adão e do Rogério. Enfim, no mesmo espaço da Quadrante Sul Comics.








 Além do fã-clube de Star Wars...
 ...veio um pessoal com muitos mangás.


A tela foi posicionada mais pro meio, mas não adiantou quase nada. Que saco! Custava alguém me ouvir quando falei pra cobrir AQUELE MALDITO CANTO ONDE PEGA SOL NO MEIO DA TARDE E ESBRANQUIÇA AS IMAGENS?!

Herdeiros de Sonserina.

Supernatural is Life.








O 1º painel foi sobre Star Wars.








As mostras gráficas ficaram em locais diferentes.






A desenhista/fanzineira/cosplayer Mariana Scherer.



Tarde cheia, com o maior sol.








Gilson Cunha e Christian Ordoque.
Por minhas aproximações rápidas na hora de fotografar, ganhei do Gilson o apelido de "David Attenborough Nerd". Quem? Na pesquisa feita dias após o evento, fiquei sabendo que é um fotógrafo de vida selvagem e irmão do ator Richard Attenborough (O Milagre na Rua 34, Jurassic Park).

Vistas do interior do Memorial.



A entrevista do roteirista/blogueiro Guilherme "Splash Pages" Smee...
...com o desenhista Rogério Coelho, autor de Louco: Fuga (Graphic MSP).






À direita, Denilson conversava com Cesar Alcázar.

Débora, com um humilde presente.







De boné, o amigo Diego Ventura (Viagens e Viajantes) passou rapidamente.


O amigo Jefferson Barboza teve a palavra.





Super Falcote cumprimentando o professor Romir Rodrigues.


Rogério desenhou Saitama (One Punch Man) quebrando a 4ª parede... literalmente! Hehe!!

O debate Quadrinhos e Literatura Fantástica...
...com Paulo...
...Cesar e demais convidados.






Bati um papo com o Jefferson...
...entre outras coisas, sobre como preferimos o Robocop original e não o do remake.




Ajudei o Alex a pendurar os cartazes de exposição de hq's.
A mostra Dylan Dog ficou perto do palco, de novo...

...enquanto a do Fantasma ficou em pontos diferentes...

...e a minha, permaneceu na outra ponta exterior.
Melhor que na lona do fundão, onde podia cair com chacoalhadas de vento.

Jader e Zé Borba.






Ao término do debate, medalhas.

Gilson e Cesar.

Este foi um momento que me indignou... ao sortearem um brinde pra quem respondesse qual personagem do mangá Fairy Tail aparece primeiro, chutei "Lucy!" mas não me ouviram. Quem ganhou foi uma velha conhecida chatonilda que falou a mesma resposta. Ah, vá....


Mariana foi chamada pra anunciar seus trabalhos.





O painel seguinte foi muito legal.
O grande Gilson nos apresentou...
...o cinquentenário de 2 franquias vindas...
...de países de diferentes hemisférios. Quais?

Ultraman e Jornada nas Estrelas.

Outra passeada lá fora.
Gelson Weschenfelder participaria de um painel com Fábio Martins.

Íriz e Fabiano Denardim (da Galeria Hipotética) com Guilherme.

A jornalista Carol Anchieta passou e conversamos um bocado.


Gilson falou sobre diversas curiosidades que eu não sabia. Como o nome terráqueo do Dan/Ultraseven ser fantasia, ou seja, Moroboshi significa "ilusão" em japonês.

E um ex-figurante da série clássica de Star Trek que tornou-se mais tarde, um regente compositor de filme: Basil Poledouris (Conan- O Bárbaro, Robocop)!
Além de fanfictions trekkers de qualidade.

Foi sorteado um print do Adão pra quem respondesse qual o nome humano do Ultraseven. Dããã...
Só quem não prestou atenção é que perderia. E desta vez, foi a minha vez de ganhar.

E o último bate-papo...
...Batalha Entre Heróis, com o pessoal representante da Liga Comics.

 Ultra Gilson! Com um item que trouxe de São Paulo.
 Swatch!!









No final, a Hora Mutação não ocorreu. O público debandou, assim como diversos participantes, de forma rápida.
Houve uma reunião pra balanço geral do evento (a respeito de diversos contras que... nem vou comentar). Já falei que não teve a famigerada ata de presença e sorteio?
Voltei de ônibus após ir embora com o Alex. Na noite anterior e após o jantar na Le Cód, fui de carona com o Paulo.
Uma tristeza me tomou, mas não demonstrei... e um pensamento estúpido, violento e poético me veio à mente: "O cisne cantou e morreu com um tiro na cabeça".

Só o tempo dirá qual o futuro do Mutação, após este ano em que certas estruturas da Feira foram prejudicadas por essa crise econômica FDP dos infernos.

E pra tirar um pouco dessa amarga sensação, uma seleção de imagens bacanas das 2 tardes, via Facebook:






Confiram um artigo interessante do Gilson:
http://www.jornalnh.com.br/_conteudo/2016/11/noticias/opiniao/2026338-o-ecossistema-geek.html

3 comentários:

  1. Parabéns pelos bons textos sobre os dois dias. Fico contente de ter colaborado com a exposição do Fantasma, mesmo de tão longe.

    ResponderExcluir
  2. Pô, muita fotos, hein, Anderson! Seu celular fotografa bem. Sou fã do Fantasma e do Dilan Dog e não ligo para Star Wars.

    Notei que você registrou uma loura de bunda grande, quem era ela?

    ResponderExcluir
  3. Nem todas as fotos foram com celular.
    E não conheço a loira, mas me chamou atenção.

    ResponderExcluir