terça-feira, 22 de agosto de 2017

Mega Cobertura da ComicCon RS 2017- Partes 2 e Final

Continuando de onde parei...
Fui até uma mesa...
...com peças colecionáveis...
...como a do ano passado.
Utilizei o zoom por causa de um cordão de isolamento.
















Espaço de peças da Epic!, que promoveu uma feira viking.


Já falei que o clube gaúcho de Star Wars ficou no térreo?









Painel sobre X-Men...
...com Guilherme Tesch, Smee e Claiton Silva.




Márcio "Toy Quest" Cabreira também lançou seu sketchbook.
E pela capa, nota-se a referência a saga Guerras Secretas (da Marvel), mesmo com a temática de desenhos que passavam na TV aberta brasileira nos anos 1980 e 90.

Ao fundo, mais pra direita, Pedro Leite (Quadrinhos Ácidos, Tirinhas do Zodíaco).

Mesa do Eddy Barrows...

...e do Guilherme Smee.
 

A circulação aumentou durante a tarde.

Pedi a um coordenador que me fotografasse com Pedro Kawahata e Vitor Cafaggi.


Gabriel (Tio dos Bótons).
 



Painel "Vida de Colecionador", com o pessoal do Feirão das Hq's, Taberna e 2Quadrinhos.


No pátio dos fundos é onde ficavam as food trucks.
 
Outra passada no espaço da Epic!, que não é selo de gravadora. Entendedores de música devem saber.





Cuidado!
 

Vi na plateia, Sidão, Gelson e o jornalista/colunista Guilherme Wunder.

O amigo Sérgio Triesse apareceu por lá. Conversamos um bocado, até sobre humorístico de rádio,
Sobrinhos do Ataíde. Sabendo que ele é praticante e divulgador de luta livre na Região Metropolitana, levei um presente:
O livro é de 2007, mas achei num bazar em 2012, na mesma época em que Ted Boy Marino faleceu. Ele achou ficou felizão.







Sidão e Émerson Vasconcelos falaram sobre o Batman de 1966.



Desta vez, não levei nada por conta da baixa verba. Somente marcadores de página foram o "meu saldo de aquisições" do evento e não fiquei até o final. Mesmo assim, foi bacana.
Só não compareci no domingo.


Não tive carona na volta pra casa e saindo da Ulbra, vi um ônibus TM2 estacionado em frente. Corri pra embarcar, já que ele passa por Alvorada. Só tinha esquecido que ele faz um trajeto de mais ou menos 2 horas. Uma verdadeira viagem!