segunda-feira, 2 de maio de 2016

Cobertura do 10º Mutação- 3ª e Última Tarde (Atrasada!!!)

02/11/15: as atividades começaram bem cedo, lá pelas 2 da tarde.
Pelo cronograma, começava o papo sobre The Walking Dead.


Família Falcote, uniformizada e presente.




Pedro Kobielski chamou a próxima atração...
...o fã-clube Herdeiros de Sonserina...
...que também veio expor muitos itens...
...de, lógico, Harry Potter.
É claro que não foi o único grupo a ter seu espaço.








Pela 1ª vez, fui chamado ao palco. Mas, não foi pra um bate-papo.
O motivo foi a apresentação dos slideshows que montei a serem exibidos.
O primeiro era sobre personagens de quadrinhos aniversariantes.

Ceroni Cunha foi anunciar o sorteio de um zine do Gaúcho Negro.


                                                        A mesa do clube ALL-Infected.


Mesa dedicada aos jogos de computador.



O Whovians-RS (Dr. Who) também marcou presença.









Aliás, o seriado inglês de maior longevidade também foi assunto...
...porque a cada temporada tem a troca do ator que interpreta o protagonista.
Quem acompanha, sabe como é. Eu já assisti a uns trechos.


Em seguida, painel com o Conselho Jedi RS...
 ...que também teve mesas no evento.
Exibiram um dos trailers de Star Wars- O Despertar da Força, que estrearia em território nacional no mês seguinte. Eu já tinha visto e foi aquele que, perto do final, apareciam Han Solo Chewbacca.
Nessa hora, o estande lotou tanto que era difícil pra passar a ata. Teve poucas assinaturas por causa disso e tive que ficar perto da entrada.

Cosplayers bacanas pra quem quisesse fotografar.
Meu irmão também curtiu.

Gilson Cunha comandou o painel, não sobre a série Batman, mas...
...o de 50 anos do seriado Perdidos no Espaço.
Ouvimos curiosidades a respeito de atores e versões da série, inclusive em hq's.

Por conta do número de clubes em peso naquela tarde...
...o espaço dos fanzineiros ficou bem reduzido e foi deslocado pro ouro lado.


Fabiano Batboy passou pra conferir os cartazes que formavam uma exposição voltada aos comics, no mesmo espaço da Quadrante Sul Comics.

Deixei meu material exposto junto aos demais e houve revesa de quem cuidasse.
Ah, é... foi exibido o 2º slideshow, cujo tema foi o compositor James Horner, o produtor/roteirista Harve Bennett e o ator Leonard Nimoy. Por que justo eles? Todos trabalharam em Jornada nas Estrelas II- A Ira de Khan e faleceram em 2015.

O último painel foi... Marvel Vs DC.
Nesse momento, Angelo tinha saído e levado a câmera. Tive que me virar com meu celular.
Os participantes desse debate foram: Gelson Weschenfelder, Fábio Martins...
...Daniel HDR...
...Émerson Vasconcelos, Pablo Sarmento, Fabiano Batboy...
...e Rogério de Souza.
Como podem ver, os convidados dividiram-se a fim de comentar seus pontos de vista sobre o que as principais editoras americanas de super-heróis oferecem de melhor (ou nem tanto) ao público.

O papo foi looonge!













Angelo voltou com a câmera e pôde registrar o painel...
...com direito a diversos closes...
...que seriam impossíveis de se obter...
...com meu telefone.
Impossíveis, não. Mas acabariam sendo de baixa qualidade.







Ele também passou pela mesa de Star Wars.















Depois do último painel, passaram o 3º (e último) slideshow, que destacou os artistas que se foram em 2015.
O problema é que foi antes da derradeira Hora Mutação e mais da metade do público foi embora.
Claro que fiquei chateado, mas tive que levar na boa. Ó dor, ó dor, ó dor...

Muita gente se reuniu pra desenhar...
...o que quer que fosse...
...pro zine anual Mosaico.

Inicialmente, eu só ficaria nas fotos.
Mas algo inédito houve.
Já vão saber.
Ah, pode não parecer, mas a tarde e a noite foram frias.
O bom foi não haver temporais durante o Mutação.



O que aconteceu de inédito? Me juntei ao pessoal e fiz minha 2ª arte. Inspirado numa frase que o Rogério disse no final do painel em que esteve, desenhei sua criação.
Ele soltou: "A Mônica bate em todo mundo!" Quem? A criação de Maurício de Sousa!!

O mini-stormtrooper que andava agitado e não queria ser fotografado.

Mônica, filha do Paulo, com sua amiga.

As últimas fotos abaixo, publicadas dias depois, tive que pegar do Facebook.
O Bat-sujeito no meio é o amigo Jefferson Barboza.

Mesmo com um final apressado, foi divertido.
   E os embalos do Mutação... devem continuar!

Jerri, o Super Falcote, mostrou que ele próprio...
...e seus filhos, que também são personagens de suas histórias...
...curtiram meus fanzines.

Maria Jaepelt adorou a encomenda que me pediu.

É isso aí... tomara que o 11º Mutação traga novas emoções, independente de quantas tardes forem estipuladas e quantos de nós estarem envolvidos.

2 comentários:

  1. Seu registro como sempre bem feito. Curti seu desenho. Você tem sua identidade no traço, eu reconheceria sem a assinatura. Bem, vamos lá: no quesito quadrinhos noto que em todo lugar os convidados são sempre os mesmos em cada estado, é como se a coisa não se renovasse nunca. Entendo que os bambambãs do traço atraem público, mas, pô, como ficam aqueles como o Nestablo e o Allan Alex, que são muito superiores que a maioria?

    Harry Porter, só vi o primeiro filme, tenho muita curiosidade de ver o resto.

    Walking Dead, curto demais, tanta a HQ quanto a série televisiva, espero que não demore muito pra terminar, pode acabar cansando.

    Nunca vi Doctor Who, ouço falar bem.

    Star Wars - achei decente o último filme, mas sei lá, parece refilmagem, muitos clichês...nunca fui fanático por essa franquia, então acho que já deu o que tinha que dar.

    É isso. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Legal seu depoimento, bem detalhado (por isso a demora, Ehehehe...), não faria melhor!
    Abraço!

    ResponderExcluir