quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

2° Anima Heroes- Parte Final, Afinal!

Vou encerrar este artigo, de uma vez (vou tentar...), antes que o próximo evento aconteça.
A moça da foto, é uma Squitle-Girl (inspirada num dos Pokémons). Não a conheço pessoalmente! Ah-ham! (limpando a garganta)
Prosseguindo...
O primeiro dublador a aparecer foi Waldyr Sant´Anna (o Homer Simpson brazuca), dizendo: "D´oh! Não fui eu!", sendo aplaudido e tomado por risadas. Ele tava animado, malandro até, com a apresentadora.
É claro que contou a todos a respeito de sua trajetória, sendo esta a 3° vez que foi convidado pra um evento gaúcho (e foi a 3° vez que o vi). Falou que na época da novela Roque Santeiro (1985/86), além de integrar o elenco da mesma, veio passear (com alguns atores), jogar bola no Rio Grande do Sul e que gosta da hospitalidade (e paisagens) daqui.
Mas, o predomínio do assunto foi dos pedidos foi de frases do Homer Simpson. Exemplo? Um doido pediu pra ele cantar a música do Porco-Aranha (O Simpsons- O Filme). Mas, o quê?!
Waldyr pouco se lembrava dela, até porque não foi ele quem dublou o Homer na temporada mais recente e muito menos no filme, que teve a voz "tristonhamente, cretinamente, imitada" por um apresentador!! Tivemos conhecimento de uma gafe que dele, quando pretendia se encontrar com sua esposa em Porto Alegre. Foi assim:
O celular tocou e ao atender, Waldyr nem reparou direito no número e falou --"Alô, querida! Tô te esperando!", quando, do outro lado da linha, uma voz de idosa respondeu: "Quem é?" Aí, muitos riram.
"A gente combinou de se ver pra jantar!"-- Waldyr explicou. A voz rebateu um " Alôô?" e ao conferir o n°, vendo que não era da mesma operadora, exclamou: "D´oh!" e desligou ligeiro. Mais risos.
Lá pelas tantas, após exibirem trechos d´Os Simpsons, apareceu Carlos "o Seu Madruga" Seidl! Mais aplausos!!
Juntos, fizeram a encenação dos "presidenciáveis", com os textos a mão. A diferença estava na ausência do mediador Lasier (da RBS TV e Rádio Gaúcha, mencionado na 2° parte deste relato), substituído pela apresentadora.
Eu já escutei o tal debate imaginário, graças a um link (valeu, Beretta!). Quase saí de lá, mas... Pra evitar contratempos, permaneci.
Mais um encontro inacreditável! O que será que esses mutantes pretendiam fazer com ela (ou com seu pokémon)? Eheheh! =^_^= XD

Ei! Não saí do ar e nem da platéia! Waldyr despediu-se de todos. Carlos ficou pra responder perguntas, na maioria, ligadas a Chapolin/Chaves e Smallville, além de também nos contar de sua surpresa com a tamanha popularidade do personagem, cujo intérprete (Ramón Valdez) faleceu e nunca pôde falar pessoalmente. Carlos disse isso, por ter ganho de fãs, inúmeros presentes com estampas e frases "filosóficas" do pai da Chiquinha. Na época da extinta Maga (nos estúdios da TVS, início dos anos 1980), ele chegou a falar ao (finado) Marcelo "Chaves" Gastaldi, que achava aquele seriado "tosco", que seria um fracasso em nosso país, contrariando a "aposta" de Sílvio Santos. Pois, é... Né?

Entre os trechos exibidos no telão, teve um da conversa telefônica "viajandona" e lado a lado, entre Chapolin e o arquiteto Camin (feito por Valdez. Seria Caminha?), achando que falavam com o médico sumido do consultório onde estavam. Alguém lembra?
Foi frisado que, em seu ramo(trampo, como queiram), é realmente difícil lembrar-se de todas as frases de personagens e/ou atores relembrados por fãs, pelo simples fato de que muitos filmes, programas e seriados passarem quando quem dublou, está em estúdio.
Um rapaz perguntou a ele, sobre o que achava das diferenças vocais e críticas em cima de Smallville. Carlos respondeu que admira John Glover (Lionel Luthor), não sendo esta, a 1° vez que "emprestou" sua voz ao ator mencionado. Glover, antes do seriado, também fez o papel do Dr. Jason Woodrue (Batman & Robin-- uma nhaca podre que já vi!--, redublado pro SBT) e de Lúcifer (seriado de "vida curta", Brimstone). Ele nem esquenta com essas reclamações de quem detesta dublagem (coisa "antiga"...)
Teve alguém que indagou sobre o porquê de vozes diferentes, nos DVD´s de Chaves e Chapolin.
Achei "nada a ver", quando pediram pra ele gritar: "Morra, Seiya... Seu viadinho!" Dããã... Era a fala do Saga de Gêmeos (que Gilberto Baroli faz(ia))!! Mesmo assim, Carlos não se fez de rogado e falou a tal frase.

Quando a entrevista terminou, me dirigi à grade do salão, próxima do palco e junto com muita gente (claro!).
Ao ver uma fotógrafa por perto, pedi a ela que tirasse uma de mim com o dublador, após ele autografar o papal de alguém. Essa era "a minha chance"! Olha só!
O desenho dedicado ao Carlos foi presenteado, em seguida. Ele falou um admirado "Oh!" e me agradeceu com um forte aperto de mão. Abaixo, a versão "original":
A moça da câmera me falou que estava substituindo um colega e que a foto poderia sair escura. Mesmo assim, alcancei um cartão dos meus, a ela e pedi que me mandasse via e-mail.

Ei! Seria esse, o resultado da fusão SKY/NET ? E... o que o Cyrax do MK faz no fundo, bancando o "papagaio de pirata" (ou easter-egg)?

Voltei pra mesa dos fanzines, por onde andavam os autores (velhos conhecidos) Jader Corrêa e Matias Streb, que fazem a revista (pra mim, não é zine!) Alexandria, além da presença (nada fantasiosa) do fantasiado Sérgio "Lord Knight" Triesse. Também troquei exemplares com o Luís Aurélio, além de xaropear o Jader, com pedidos fotográficos.
O encouraçado (pra não dizer "enlatado") Lord Triesse e um sei-lá-quem, servindo de "outdoor humano" pra um velho mascote da Hanna-Barbera.

Um exibido e sua humilde pasta, cercado por cavaleiros Jedi (não! São das arábias, tanso velho!!) e um lord Sith, o "Fat" Maul.

Fiquem apreciando mais algumas fotos de blogs alheios.
Cristian "FallOut (Boy, não!)"Max, que já apareceu no Bom Dia, Rio Grande (RBSTVelho). Que pavor!

Misa Amane (do mangá que virou anime e filme, Death Note), a favorita de muitos!

O Anima Hero, que não parece um simulacro de PC...

Bonecos (action figures, moço...), pra alegria de crianças "barbadas" e babonas.

Hah! No anime dos Cavaleiros, a gente jamais assistiria a um embate decente entre Hilda de Polaris (Saga de Asgard, a de preto, pra quem não sabe) e Saori "Atena" Kido. Cadê o teu querido Pégaso nessa hora, sua "pati retardada" de branco?!
Kick-Ass, passando calor.

Querem mais? Acessem as páginas de onde copiei. Deixem de preguiça!
Estes foram minhas aquisições da mesa do Luís Aurélio: um zine autografado e...
...um pôster!

Denilson também levou um sketchbook, com a Sonja na contracapa (by HDR).
As vendas até que foram boas. A diversão, também. Certo... Não vendi muito, mas... em vista que anteriormente, não tinha lucrado p*3&@ nenhuma, rendeu. Márcio conseguiu o tal "broche" do evento (lá no topo, após a Squirtle Girl. Notou? Dãã...)

Matias, Denilson (com Rique, sem esquecer), Jader e eu nos despedimos do Sérgio e do pessoal, aproveitando que a chuva não era forte.
A viagem de retorno no "Tchêmóvel" foi calma, com debates a respeito da convenção.

Eeee... pronto! Agora, é só aguardar o próximo evento que, segundo chamada em rádio, pode ser em Porto Alegre, no mês de maio.

3 comentários: